quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Festival dos Festivais 1985: O ano em que Pedro Bial cantou para Marcelo Tas







Na noite de 09 Novembro de 1985, o Brasil parou na frente de seus aparelhos de TV para assistir à Final do "Festival dos Festivais", uma homenagem da Rede Globo aos 20 anos do Primeiro Festival Internacional da Canção, ganho por Edu Lobo com sua canção "Arrastão". Nelson Motta foi o apresentador oficial, ajudado por Glória Maria nas entrevistas de palco.


Nelson Motta, 25 anos atrás


O engajamento político e a qualidade poética dos anos 60 foi substituída por canções regionais, rocks irreverentes e algumas poucas boas canções, mas o sucesso de público já estava garantido numa época pré-TV a Cabo.

Relembre os finalistas deste Festival, e aposto que quem tem mais de 35 irá cantar várias das músicas!

Os grandes campeões

3o LUGAR E REVELAÇÃO

Verde, o "debut" de Leila Pinheiro, que fez uma bela carreira na MPB, a música mais "duradoura" do Festival
Autores: Eduardo Gudin e José Carlos Costa Netto


2o LUGAR E MELHOR ARRANJO

Mira Ira - Vice Campeão. O ponto alto da carreira do Grupo Tarancón e Placa Luminosa
Autores: Lula Barbosa e Vanderley de Castro
Obs: Esta é a apresentação da Semifinal, com melhor qualidade


A GRANDE CAMPEÃ

Tetê Spindôla com "Escrito nas Estrelas" (até hoje eu lembro da roupa dela na final...)

Autores: Arnaldo Black e Carlos Rennó




CURIOSIDADES


Pedro Bial participou da Banda Camaleões em uma das eliminatórias, 
cantando "Ela é uma Delícia"


O júri era formado pela cantora Rita Lee, o saxofonista Paulo Moura, o crítico musical Tárik de Souza, o repórter e apresentador Marcelo Tas (atual CQC), a atriz Malu Mader, o músico Arthur Moreira Lima, o jornalista Sérgio Cabral e o empresário Ricardo Amaral.




Relembre também os outros finalistas



"Elis Elis", bela canção na voz de Emílio Santiago - MELHOR INTÉRPRETE



Abelhudos e "O dono da Terra", uma música para crianças, 
e não para idiotas como algumas que ouvimos hoje 



Condor - Oswaldo Montenegro, figurinha carimbada nos Festivais dos Anos 80
 (Ganhou o MPB 80 com a música AGONIA)

"A última Voz do Brasil", com Joelho de Porco (na época com Zé Rodrix) - MELHOR LETRA

01 - 

A irreverente "Os Metaleiros também amam" com Língua de Trapo

Mi

Novos Rumos - Cida Moreira, até hoje imagino se não tinha nada melhor para passar à final...

r

O swing de "Caribe, Calibre, Amor" com o Grupo Santa Cruz

a

Tempo Certo, com o maranhense Ubiratan Souza

O performático "Zipertensão, com "Vamp Neguinha"




Saiba mais...







Follow eduardorey on Twitter

2 comentários:

  1. "Fest wave" não era finalista do festival... era apenas a música instrumental de abertura...

    ResponderExcluir
  2. Ismar, muito obrigado pela correção. Já fiz o acerto no Post.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar meu post! Respostas ofensivas, racistas ou de cunho religioso não serão aceitas.